Subir
01 de setembro de 2022

O Grande Encontro

Abertura da casa: 19h00


O GRANDE ENCONTRO tem novidades em sua atual edição. Se o show original possuía um formato acústico, com versões que recriam a mística do cancioneiro com intimismo e delicadeza, o novo espetáculo incorpora uma sonoridade elétrica e percussiva. Esbanja energia sem perder a ternura.

No repertório, entre trios, duetos e momentos solos, os clássicos que todo mundo quer ouvir: “Anunciação”, “Banho de Cheiro”, “Dia Branco”, “Tropicana”, “Moça Bonita”, “Caravana”, “Belle de Jour”, “Coração Bobo”, “Táxi Lunar”, “Ciranda da Rosa Vermelha”, “Bicho de Sete Cabeças” e tantas mais.

 Do mestre Luiz Gonzaga, o trio alça voo em “Sabiá”. De seu filho Gonzaguinha, Elba interpreta uma arrasadora versão de “Sangrando”. Pela voz dos companheiros, Zé Ramalho marca presença autoral em “Chão de Giz” e “Frevo Mulher”.

Geraldo apresenta uma de sua nova lavra, a delicada “Só Depois de Muito Amor”, com letra do poeta Abel Silva. Alceu comparece com mais uma inédita do repertório, a “Ciranda da Traição”, cantada pelo trio. Elba e Alceu dobram vozes em “Flor de Tangerina”.

Dentre as surpresas, duas joias vintage: “Papagaio do Futuro” (apresentada por Alceu, Geraldo e Jackson do Pandeiro no Festival Internacional da Canção de 72) e “Me Dá um Beijo”, parceria de Alceu e Geraldo, agora com a presença de Elba nos vocais. É a primeira música de trabalho do CD/DVD, gravado ao vivo no Citibank Hall, em São Paulo.

Geraldo Azevedo celebra: – “Vinícius de Moraes dizia que ‘a vida é a arte do encontro, embora haja tanto desencontro pela vida’. Há sempre um grande amor entre nós quatro. Elba e eu temos um projeto lindo chamado, Um Encontro Inesquecível que se transformou agora neste Grande Encontro. Existe uma relação muito forte que sempre vai nos unir. Somos parceiros da vida toda”.

 O primeiro Grande Encontro… 

teve suas raízes em 1995, quando Alceu, Geraldo e Zé Ramalho (além de Luiz Melodia) fizeram um show beneficente no Teatro Guararapes, em Recife. Animado, Geraldo sugeriu a Zé que o trio idealizasse um espetáculo juntos.

Como Alceu tinha outros planos, Geraldo e Zé começaram a excursionar em duo. Um ano depois, Alceu subiu ao palco em um show da dupla no Canecão. Elba, na plateia, emocionou-se ao ver o trio cantando “Táxi Lunar”. O produtor Paulo TA sugeriu: Por que não reunir os quatro no mesmo palco?

Logo a ideia evoluiu para um ensaio geral na casa de Geraldo. Pensaram o repertório, conceituaram o espetáculo, definiram que o formato seria totalmente acústico. Munidos somente de seus violões, Geraldo, Alceu, Elba e Zé entraram juntos pela primeira vez em cena no ginásio Machadinho em Natal. Duas horas e vinte anos de estrada depois, a música brasileira jamais seria a mesma. O show seria assistido por mais de um milhão de espectadores em todo o país.

– “A grandeza estava na simplicidade e na força de cada um individualmente. Quando juntava, era explosão! Aprendemos uns com os outros e mostramos uma fatia poderosa da nossa cultura. O Nordeste é potência máxima em música e nós mostrávamos toda a sua diversidade” – recorda Elba Ramalho.

O espetáculo passou por São Paulo, Recife, Salvador, Brasília, Fortaleza, Porto Alegre, Belo Horizonte, entre outras praças. No final de 1996, o álbum gravado ao vivo no Canecão (RJ) vendeu mais de um milhão de cópias e estabeleceu um marco para gravações de shows ao vivo no Brasil. O Grande Encontro rendeu mais dois CDs e um DVD, sem a presença de Alceu. Vinte anos depois, o vento torna a sacudir cabeleiras vermelhas em raios de sol lilás.

Alceu Valença garante: “Estar no palco com Elba e Geraldinho é como cantar em casa, numa sala de reboco ou de visitas. Geraldo é meu parceiro e compadre, um dos maiores incentivadores da minha música desde sempre. Elba é uma amiga querida, companheira de geração e de arte. Somos da mesma região, o agreste e o sertão de Pernambuco e da Paraíba, e juntos criamos uma identidade orgânica. Nossa força está na maneira fiel e absoluta com que vivenciamos esta identidade”.


Duração: 90 minutos.
Classificação: Livre.

 

Ingressos em uhuu.com

Quando: setembro 01, 2022
Onde: Auditório Araújo Vianna (Avenida Osvaldo Aranha, 685)
Informações: 51 3235-4500